Mulher barbada posa de noiva contra preconceito

Barba é coisa de homens, certo? No caso da Harnaam Kaur ter pelos no rosto também é coisa de mulher sim! A jovem ficou famosa por lutar contra o bullying e pela coragem de vir a público assumir a sua beleza da forma que de fato é, sem aceitar as críticas maldosas que sofria (e sofre) por ser dona de uma vasta barba. E diante disso, a britânica que prega pela aceitação do próprio corpo da forma que ele é, resolveu posar para a revista Rock’n Roll Bride como uma noiva bem diferente, com direito a barba enfeitada.

Leia também: Mulher esquece que se casou e ganha segundo casamento inesquecível
Garotinha rouba a cena em foto de casamento
Site coloca mulher à venda para casamento junto com casa
Mulher é pedida em casamento 365 dias seguidos e não sabe
Jovem consegue realizar o sonho de se casar e morre dois dias depois

Harnaam Kaur ensaio de noiva

Mulher barbada posa de noiva contra preconceito (Foto: Divulgação)

“Noiva” tem barba desde os 11 anos

Por causa da Síndrome do Ovário Policístico (SOP) a jovem tem pelos no rosto desde os 11 anos de idade. Após uma vida inteira tentando esconder os pelos da face e até de pensar em suicídio por conta dos comentários maldosos das pessoas, a britânica veio a público contar as suas experiências por ser diferente da maioria das mulheres e conquistou uma legião de fãs.

“Sou um pouco diferente das outras mulheres. Fui diagnosticada com ovário policístico ainda muito jovem, na época em que entrei na puberdade. Essa é uma condição em que há um desequilíbrio dos hormônios no corpo feminino, isso me levou a ter mais hormônios masculinos”, explicou a jovem para a revista Rock’n Roll Bride.

“Aos 16 anos, vivi minha pior fase. Tive pensamentos suicidas durante todo o ano por causa de bullying na escola e na sociedade. Me escondia e não queria me aventurar em público. Meu quarto era o meu refúgio seguro. Estava extremamente deprimida. Lembro uma vez de sentar na cama e pensar em tirar minha vida, mas em vez disso eu comecei a me aconselhar. Eu disse para mim mesma: ‘essa energia que você está gastando para acabar com sua vida poderia transformar a vida ao redor e ser usada para algo melhor’. Naquele momento, decidi que queria ser eu”, relembra. A partir desse momento Harnaam passou a expor o seu problema e a zelar pelo respeito entre as pessoas, independente da sua aparência, além de parar de tentar eliminar os pelos no rosto.

Harnaam Kaur ensaio de noiva

Mesmo sem noivo, Harnaam Kaur posou de noiva (Foto: Divulgação)

Vestido de noiva com cintura marcada

Harnaam Kaur posou de noiva com um vestido com cintura marcada, turbante característico da sua religião (Mulçumana) e enfeites na cabeça e barba, além de um lindo buquê de noiva.  As imagens foram feitas por Louisa Coulthurst, da Urban Bridesmaid Photography.

A jovem deixa claro que seu problema não tem um controle eficaz, por isso, os pelos insistem em crescer em seu rosto, mas isso não quer dizer que ela não gostaria de eliminá-los de uma vez por todas. Enquanto a cura para o problema de Harnaam decidiu ser feliz da forma que ela é, sem se martirizar por não conseguir a aparência desejada.

Harnaam Kaur ensaio de noiva

Vestido delicado foi usado por Harnaam Kaur em ensaio fotográfico (Foto: Ilustração)

Sobre a síndrome do ovário policistico

A Síndrome do Ovário Policístico ou SOP trata-se de um distúrbio que assola em torno de 10% da população feminina em idade reprodutiva, sendo que esse problema não tem cura, mas na maioria dos casos algumas ações ajudam no seu controle.  Geralmente quem tem esse distúrbio tem predisposição genética ou sofre com problemas endócrinos.

A Síndrome possui alguns sintomas que vão além dos atrasos menstruais: pele oleosa, acne, pelos mais grossos em excesso e em locais pouco comuns para mulheres, incluindo o rosto, linha do umbigo, seios, costas e braços.

Harnaam Kaur ensaio de noiva

Noiva nada tradicional mostra a sua beleza (Foto: Ilustração)

Por causa do grande número de pessoas que sofrem com o mal e que estão acima do peso, o mal ficou com fama de ser ocasionado pelo excesso de peso, quando na realidade o problema pode ocasionar a obesidade. Cerca de 50% das mulheres são diagnosticadas com a Síndrome estão acima do peso considerado ideal.

Na maioria dos casos o tratamento da doença é feito por meio do uso de anticoncepcionais, que ajudam a regular o ciclo menstrual, mas em casos mais graves o medicamento não consegue eliminar os cistos do ovário, para saber o tratamento recomendado para o seu caso procure o ginecologista.

GOSTOU??? DEIXE O SEU COMENTÁRIO ABAIXO!