Noiva é deixada à beira do altar e decepa pênis de ex-noivo

A Polícia Civil de Minas Gerais localizou e prendeu no dia 1° de abril a noiva que foi deixada à beira do altar e decepou o pênis do seu ex-noivo. Ao receber a notícia de que o homem não queria mais se casar faltando somente três dias para a união ser sacramentada, a jovem e o seu pai resolveram se vingar do rapaz.

Mulher que foi deixada e acabou capando noivo (Foto: Divulgação)

Mulher que foi deixada e acabou capando noivo (Foto: Divulgação)

O crime aconteceu em 2002, na cidade de Juiz de Fora (278 km de Belo Horizonte). A médica estava levando uma vida normal no interior de São Paulo e disse que não sabia que estava sendo procurada pela polícia. De acordo com a polícia, Myriam Priscilla de Rezende Castro, de 34 anos de idade, estava se preparando para ir ao trabalho quando foi presa na porta de um condomínio de luxo na cidade de Pirassununga (a 211 km de São Paulo).

Noiva é deixada à beira do altar ateou fogo no carro e casa de ex-noivo

A médica teria se revoltado quando o rapaz rompeu com ela perto do casamento e começou a ameaçar a vítima, que chegou a ter a casa e um carro incendiados pela mulher. Não satisfeita, com a ajuda do pai, a jovem contratou dois homens para mutilar o ex-noivo.

Mulher deixada no altar queimou casa e carro de ex-parceiro (Foto: Divulgação)

Mulher deixada no altar queimou casa e carro de ex-parceiro (Foto: Divulgação)

A vítima sobreviveu ao feito e trocou de identidade para poder levar uma vida normal.

Depois do ocorrido a médica se mudou para Barbacena (173 km de Belo Horizonte). No final de 2013, ao final do processo e a consequente condenação por lesão corporal gravíssima, a noiva deixada à beira do altar foi para Pirassununga, segundo a polícia. Myriam está casada e pode ficar presa por seis anos.